segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

menino ou menina?

Em desespero, ontem, a 5 minutos do fim do jogo com a Académica e com o resultado em branco, virei-me para a barriga da Plaft (que obriguei a que ficasse orientada para a tv para melhor recepção) e disse-lhe "olha lá, se és menino, então faz com que o Benfica marque golo. Se o Benfica não marcar golo é porque és menina ou então és do Sporting"

5 minutos depois, golo! Grande celebração a chocalhar o líquido amniótico! *splosh squish blurb* Cordão umbilical a girar! olé olé!

Equipa do Benfica celebra o facto de ser um menino

Por estes motivos plausíveis e racionais, estou convencido de que é um menino. Mas a Plaft acha que é uma menina e prefere uma menina. Eu não me importo que seja uma menina, só que não sei o que fazer com uma menina. Tenho medo que uma menina não aprecie por aí além destruir coisas e matar pessoas no Battlefield na playstation, que considere irracional ir para dentro de água no inverno com ondas de três metros, que ache completamente idiota fazer 40km de BTT à chuva comigo tendo princípios de hipotermia depois da descida de Montejunto como me aconteceu ontem (foi tão divertido deixar de sentir as pernas e os braços) Estou a ver-me a brincar com bonecas, a ver a Pequena Sereia dez vezes, a ir patinar para Belém... Mas o que me aterroriza completamente é a adolescência da miúda. Em pequena vai gostar muito de mim, mas quando começar a ficar com a doença da adolescência e a achar que o pai dela é pouco fixe e a preferir sair à noite em vez de ficar em casa a brincar ao super mario karts com a Wii que lhe comprei de propósito quando ela fez 17 anos... A minha única salvação é se ela for uma dessas cromas engenheiras geeks. Sim, eu gostava de uma que fosse rato de laboratório e de biblioteca e que andasse metida nos livros e nas experiências, a mordiscar queijo e a rabiscar esboços de fórmulas químicas e cadeias de ADN, e que considerasse os rapazes um desperdício autêntico de tempo e paciência. 

Se for menino, a parte chata é o princípio, porque não aguenta bem 40km ou porque tem medo do mar e é preciso atirá-lo lá para dentro e aturar a Plaft aos berros a dizer que é perigoso para um miúdo de cinco anos. Mas depois ele fica mais rijo e torna-se útil, pode apanhar lenha e acender uma fogueira à chuva com um silex em plena serra de montejunto e salvar a vida ao seu velhote estendido no chão com princípios de hipotermia.

7 comentários:

nAnonima disse...

:)))))

(faz o teste da agulha ou do anel, ou lá que porra é aquela ;)

nAnonima disse...

(e que maravilha se fosse uma menina e do scp :))))) como a mãe :)))))

Maria D Roque disse...

As meninas são mais "pró pai" do que os rapazes... e eu sei.

Isa disse...

nada temas, se for uma menina vai amar-te e venerar-te para sempre.

bom voltar a ler-te :)
bjo

R. disse...

Vais levar com uma miúda que te lixas.

E depois não vais ter olhos para mais nada a não ser ela.

R.

margas disse...

Lamento desiludi-lo Tolan, mas eu sou uma geek da Engenharia tenho mais de mil folhas escritas com fórmulas químicas e outras tantas com cadeias de ADN, diferenças de aminoàcidos e ciclos de Krebs, entre outros(Sou Engenheira Biológica), e ainda assim não perco uma festa da minha faculdade, assim como saídas à noite praticamente todas as semanas com os meus amigos, sou ainda responsável de uma das 5 secções da Associação de Estudantes da minha Faculdade! Como vê, todos os seus pesadelos se podem tornar realidade! ahahaaha

Menino De Sua Mãe disse...

Tolan, não te preocupes com isso. Eles são o que vêem ser, e podes ter uma miúda e ainda assim sair-te uma porreira que alinha contigo em tudo.

E acredita, ´há poucas coisas tão giras como ver uma miúda de 4 anos e de totós a matar zombies num FPS como se não houvesse amanhã.